Informe 120

Informe 120

11 de janeiro de 2021

No dia 11/janeiro foi realizada a vigésima terceira reunião da Diretoria Executiva da gestão 2019-2021 da Sociedade Guarani, na sede da Praia Brava, com a ausência do diretor de esportes Robson Cassol e do diretor tesoureiro Carlos Eduardo “Pipoca” Campos.

Secretaria
Foram analisadas e aprovadas três seções do Regimento Interno: capítulo VIII, seção IV (utilização da piscina), incorporando ao texto aprovado em 28/novembro/2016, os atos normativos 01, de 16/janeiro/2017, e 27, de 27/novembro/2018; capítulo VIII, seção V (utilização das áreas de lazer), incorporando ao texto aprovado em 30/maio/2016 o ato normativo 36, de 18/dezembro/2019; e capítulo XI (disposições finais). Tais documentos serão levados ao Conselho Deliberativo.

O diretor secretário Murilo Chaves apresentou o layout do novo título em papel do clube e disse que o nome do sócio, o número do título e a data de admissão serão caligrafados. Ideia é começar a entregar os títulos aos sócios em meados de fevereiro, com a nova numeração.

A Diretoria Executiva decidiu não propor ao Conselho Deliberativo nenhuma alteração com relação aos títulos para filhos de sócios, mantendo-se o estabelecido no Estatuto Social. Com relação a questão do esgotamento dos títulos para venda, o vice-presidente Marcelo Heusi sugeriu que fosse revista a decisão de 17/dezembro/20 de descartar as fichas de candidatos, caso o Conselho Deliberativo decida, em fevereiro, não aumentar o número de títulos; a Diretoria Executiva decidiu retomar a discussão após a decisão do órgão superior.

Ainda neste diapasão, o vice-presidente M. Heusi expôs que o clube não poder admitir sócios temporários, tendo em vista a não existência de títulos para venda, não é o ideal, devendo-se buscar uma solução. Por fim, tendo em vista que há 14 sócios eliminados por falta de pagamento de obrigações financeiras, mas cujo débito ainda não atingiu o valor do título (com o agravante de doze destes serem remidos, de modo que o débito sobe muito lentamente), a Diretoria Executiva decidiu enviar correspondência a todos, propondo que o clube recompre o título, pagando a diferença entre o valor do título e o valor do débito (devidamente corrigido). Conseguindo, o título readquirido seria oferecido ao sócio que indicou o primeiro nome da lista de espera; se não houver interesse, a ficha seria descartada.

Jurídico
O diretor jurídico Dr. R. Xavier estudou a legislação no que tange à questão da alienação de bem imóvel, que em nosso Estatuto Social (art. 118, I) pode ser feita sem quórum qualificado, e concluiu que não há óbice legal para isso, desde que obedecidas todas as exigências estatutárias.

“Guarani 2035”
A Diretoria Executiva aprovou o croqui do Panorâmico, elaborado pelo sócio e arquiteto Dymitri Walendowski e já apreciado pela comissão de acompanhamento das obras, formada pelos sócios Lígia Werner, Flávio Schmidt, Ariane Lopes, Fábio Rosa, Marcos José, Emerson Pereira e Marcelo Heusi. A comissão está começando a discutir o mobiliário e os equipamentos, e o arquiteto D. Walendowski está ultimando o projeto arquitetônico e cobrando os projetos complementares, a fim de se estabelecer o orçamento da obra civil, para poder se abrir licitação para contratação da empreiteira. Mantém-se a meta de assinar o contrato em 15/fevereiro.

A Diretoria Executiva aprovou o croqui da 2ª fase do Plano Diretor, elaborada pela equipe da arquiteta Taiane Ehlert e já apreciado pela comissão formada pelo presidente Alexandre Kleis, vice-presidente Marcelo Heusi, diretor secretário Murilo Chaves e sócio Fernando Krobel. A equipe de T. Ehlert começa agora a trabalhar no projeto arquitetônico e nos projetos complementares. O diretor jurídico Dr. Rodrigo Xavier disse que ele e o advogado contratado pelo clube Dr. Paulo Müller da Silva estão trabalhando nas questões legais.

Patrimônio
Mais uma vez a comissão formada pelo vice-presidente Marcelo Heusi, pelo tesoureiro “Pipoca” Campos e pelo diretor de patrimônio Marcos José da Silva não pôde se reunir para elaborar planilha relacionando as diversas pequenas obras necessárias e os diversos equipamentos de pequena monta solicitados pelos associados, para deliberação da Diretoria Executiva. Dada a importância deste assunto, decidiu-se marcar reunião extraordinária deste órgão para dia 19 próximo.