Ato normativo 17 - REVOGADO

Ato normativo 17

Ato normativo revogado | 5 de março de 2018
Regulamenta a orientação de uso dos salões da sede da rua Hercílio Luz para os diversos locatár...

Revogado pelo Ato normativo 58 de 06 de março de 2021

A Diretoria Executiva da Sociedade Guarani, representada por seu presidente, no uso das atribuições do art. 150, inciso II, do Estatuto Social,

CONSIDERANDO a necessidade de manter em boas condições o edifício sede do clube na rua Hercílio Luz,

CONSIDERANDO a necessidade de orientar adequadamente os diversos locatários dos salões da sede do clube na rua Hercílio Luz,

RESOLVE:

Artigo 1º. Todas as atividades anteriores e posteriores ao evento devem ser feitas de segunda-feira a sábado das 8h às 18h.

Parágrafo único. Estas atividades poderão ser feitas fora destes dias e horários com o pagamento de uma taxa definida na tabela de preços do clube.

Artigo 2º. O mobiliário, os equipamentos e os produtos que serão utilizados no evento deverão ser descarregados e posteriormente carregados em locais definidos nos fundos da sede.

Parágrafo 1º. Há vagas para três veículos pequenos ou para dois veículos grandes para carga e descarga.

Parágrafo 2º. O veículo com o gerador deve ser o último carro a chegar e o primeiro carro a sair.

Parágrafo 3º. Demais veículos deverão ser estacionados no estacionamento pago, atrás da sede, ou em locais fora do clube.

Artigo 3º. Todas as entregas de materiais avulsos para o evento deverão ser feitas pela entrada de serviço, localizada nos fundos do clube.

Artigo 4º. O clube dispõe de cadeiras, estruturas para mesas e tampos de mesas que, se não forem utilizados para o evento, devem ser transportados para locais indicados dentro do próprio clube.

Parágrafo único. Após a desmontagem do mobiliário, tais equipamentos devem ser realocados nos locais originais.

Artigo 5º. É vedada a fixação nas paredes e nos tetos do salão de grampos, parafusos, fitas adesivas, pinturas, espelhos, texturas diversas ou assemelhados bem como a retirada provisória de portas e janelas.

Artigo 6º. A colocação de objetos decorativos de grande porte e de luminárias ou outros objetos de iluminação deve ser feita por profissional habilitado e sob expressa autorização da gerência do clube.

Parágrafo único. Poderá ser exigido anotação de responsabilidade técnica (ART) se o objeto for de grande porte.

Artigo 7º. É vedada a colocação de objetos de decoração em pontos que impeçam a plena utilização dos extintores de incêndio.

Artigo 8º. Em eventos infantis brinquedos pesados não podem ser colocados diretamente sobre o piso de madeira, devendo ser colocados sobre um tapete de borracha.

Parágrafo único. Os brinquedos só podem operar com a presença de um monitor contratado pelo organizador do evento.

Artigo 9º. É obrigatória a entrega de cópia do alvará de funcionamento da empresa contratada pelo organizador para o fornecimento da alimentação no evento.

Artigo 10. No dia do evento uma pessoa indicada pelo locatário do salão deve assinar termo com todos os pertences do camarim, responsabilizando-se em devolvê-lo nas mesmas condições recebidas.

Artigo 11. Se for o caso, deve ser antecipadamente definido, com a gerência do clube, o local nas dependências do clube em que os diversos prestadores de serviço farão suas refeições antes, durante e depois do evento.

Artigo 12. Cumpre àquele que locou o salão informar seus prestadores de serviços e fornecedores destas condições.

Parágrafo único. É importante que profissionais que organizarão o evento conheçam previamente as instalações do clube.

Artigo 13. Este ato normativo entra em vigor no dia de sua publicação.



Alarico de Souza Neves Jr.
Diretor de Patrimônio


Alexandre Machado Kleis
Presidente